A minha bagagem…? A felicidade!


Tudo o que nos rodeia é passageiro e sujeito a permanente mudança. Todos os desejos que concretizamos fazem surgir novos desejos. Assim, a busca da felicidade em nosso redor apenas concede momentos de aparente felicidade, que são imediatamente substituídos pelo desejo de mais coisas novas. Se ficarmos presos aí, a caçada, a correria e os esforços nunca terão fim.

 

Felicidade, a nossa companhia de todos os dias

Todos temos mais ou menos consciência de que a felicidade consiste no “ser-se feliz consigo próprio”. E que só assim podemos verdadeiramente alcançar contentamento e independência, relativamente às circunstâncias exteriores. Mas, manter este contentamento e independência de modo duradouro?

Já alguma vez observou que a felicidade apenas pode ser encontrada no presente?

Nos dias e situações em que nos sentimos manobrados de fora, estressados, cheios de preocupações e medos, quando andamos ocupados a responder às expetativas dos outros (filhos, família, parceiros, amigos, voluntariado e, e, e….) é importante voltarmos regularmente ao aqui e agora. Regressarmos ao presente.

Termos consciência de que nesses momentos nos perdemos, deixamos de ter consciência de nós próprios… e que, interior e exteriormente, estamos algures, mas não connosco.

Somos atormentados por pensamentos recorrentes, que não nos deixam serenar e nos transformam num joguete das influências exteriores.

A ponte para a felicidade é o "Sentir“

A vida sobrecarregada, o estresse, as preocupações, quase sempre, têm origem no passado ou no futuro. E o “Sentir” é a ponte para o Aqui e Agora e para a Felicidade/Ser Feliz.

Quando me sinto, estou automaticamente no presente, solto-me de lembranças do passado e de fantasias sobre o futuro. E posso perceber o que acontece naquele momento exato, reconhecer onde perco o leme, onde me afasto de mim próprio. Tenho a possibilidade de alterar a situação.

Como posso mudar situações?

Quando sente que, por algum motivo, perdeu a consciência do momento, procure um lugar onde possa estar sozinho durante alguns minutos. Depois, feche os olhos e deixe que o seu corpo relaxe, expirando e soltando a tensão do corpo. Ligue-se à terra, sinta como das plantas dos seus pés nascem raízes para o meio da terra. E como dali elas trepam em torno de um grande e límpido cristal.

Percorra em pensamento o seu corpo e o seu espírito e pergunte-se:

etc., etc..

Estas são apenas algumas das questões, que, no entanto, nos permitem desde já perceber melhor as mudanças a fazer. E para que as coisas possam mudar, para fazer da felicidade o companheiro diário, o primeiro passo é a disponibilidade para a mudança sem “Se ou Mas”. Por vezes, é bom tomarmos notas, enquanto percorremos em pensamento o corpo e o espírito. E é bom segurarmos uma Pirâmide de LuzCristal junto ao coração. Assim e enquanto percorremos em pensamento o corpo e o espírito, a Pirâmide pode começar a interagir connosco. E, por vezes, também é muito importante a ajuda de fora.

Encontrar a felicidade apenas é possível no presente. E estar enraizado no momento presente significa reparar nas nuvens no céu, no vizinho, notar o pássaro no ramo, apreender tudo de modo consciente e com amor, sentir-se a si próprio.

Felicidade/ser feliz… significa também amar-se e aceitar-se a si próprio, tal qual somos. Do fundo do coração.

  Energias positivas para mais harmonia, plenitude, riqueza, prosperidade e sucesso